top of page

Blog

RECTOSCOPIA E ANUSCOPIA

Rectoscopia e anuscopia: o que são e como são realizadas

 

A rectoscopia e a anuscopia são exames que permitem diagnosticar doenças da região anal e da parte inferior do recto. A rectoscopia e a anuscopia são parte integrante do exame retal.

 

Instrumentos específicos são usados para realizar esses testes: o anoscópio e o rectoscópio. Esses dispositivos, devidamente lubrificados e com o auxílio de um introdutor específico, são inseridos suavemente no orifício anal.

Uma vez alcançada a profundidade desejada, o médico remove o introdutor e começa a remover o instrumento. Ao extrair o dispositivo, o especialista realiza movimentos circulares leves que lhe permitem uma visão completa das paredes do reto inferior e do canal anal.

 

Através da anuscopia e rectoscopia, o especialista pode diagnosticar várias doenças, incluindo hemorróidas, pólipos anal ou retais, fístulas anais, condiloma (verrugas), fissuras, câncer de ânus e reto.

 

Rectoscopia e anuscopia: diferenças

O anoscópio é mais curto que o retoscópio e permite a inspeção do canal anal. O retoscópio é mais longo e permite a inspeção da parte inferior do reto.

 

O retoscópio pode ser equipado com lupa e insuflador para uma melhor visualização da área inspecionada graças à visualização ampliada e à ligeira dilatação das paredes retais. Em mãos experientes, a retoscopia, assim como a anuscopia, não é dolorosa e é um exame que dura apenas alguns minutos.

 

O que é anuscopia, para que serve e preparo

A anuscopia é um exame simples que não precisa de sedação, realizado por um médico proctologista em um consultório ou sala de exames, com objetivo de verificar as causas de alterações na região anal, como coceira, inchaço, sangramento e dor no ânus. Estes sintomas podem estar relacionados a diversas doenças como hemorroidas internas, fístulas perianais, incontinência fecal e lesões por HPV, por exemplo.

Geralmente, para passar pelo exame a pessoa não precisa fazer nenhum preparo específico, porém recomenda-se esvaziar a bexiga e evacuar antes da anuscopia para diminuir o incômodo durante o exame.

A anuscopia não causa dor e não requer nenhum repouso após a realização, podendo retornar as atividades habituais logo em seguida. No entanto, em alguns casos, o médico pode solicitar que se faça colonoscopia ou retossigmoidoscopia que requerem sedação e têm preparo mais específicos.

 

Para que serve

A anuscopia é um exame feito por um proctologista e serve para avaliar mudanças da região anal, como dor, irritação, caroços, sangramentos, inchaço e vermelhidão presentes em doenças como:

  • Hemorróidas;

  • Fístula perianal;

  • Incontinência fecal;

  • Fissura anal;

  • Varizes retais;

  • Cancro.

Este exame pode ainda identificar outros problemas de saúde como alterações sexualmente transmissíveis que se manifestam na região do ânus, como o condiloma anal, lesões pelo HPV, herpes genital e clamídia. O cancro anal também pode ser diagnosticado através da realização de anuscopia e biópsia, que podem ser feitos no mesmo momento.

 

Apesar de ser um exame seguro, uma anuscopia não é indicada para pessoas que escolhidas com sangramento anal muito intenso, porque isto impede que o médico visualize uma região anal de forma precisa e também porque fazer o exame neste caso pode causar mais irritação e piorar o sangramento.

 

Como é feito

O exame de anuscopia é feito, geralmente, em um consultório médico ou em uma sala de exames de um hospital ou clínica e normalmente não causa dor, apenas desconforto. Antes de iniciar o exame a pessoa é informada sobre o procedimento e orientada a trocar a roupa e vestir um avental com abertura para trás e em seguida, é colocado de lado em uma maca.

O médico irá fazer um exame de toque retal para verificar se existe algum caroço obstruindo o canal retal, depois disso será colocado um lubrificante à base de água no aparelho do exame, chamado de anuscópio, que tem uma câmera e uma lâmpada para examinar uma mucosa do ânus. O aparelho é dependente no canal retal e o médico vai analisando como imagens em uma tela de computador, podendo ou não coletar amostra do tecido para biópsia.

Ao final, o anuscópio é retirado e neste momento a pessoa pode sentir vontade de evacuar e pode haver um pequeno sangramento se tiver hemorroida, mas isto é normal, no entanto, depois de 24 horas ainda estiver com sangramento ou dores é necessário voltar a consultar com o médico.

 

Como deve ser a preparação

Para realização de anuscopia não é preciso ficar em jejum, pois na maioria das vezes não é preciso sedação e é recomendado apenas esvaziar a bexiga e evacuar para que a pessoa sinta menos desconforto.

Dependendo do tipo de sintomas, das suspeitas do médico e se realizada a anuscopia de alta resolução, será indicado tomar laxante para deixar o canal anal livre de fezes. E ainda, após o exame também não é necessário nenhum cuidado específico, podendo retornar às atividades habituais do dia-a-dia.

 

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page