Blog

Flatulência – gases nos intestinos

Sobre flatulência


A flatulência é a liberação de gases do sistema digestivo pel ânus.


Muitas vezes riem-se da libertação de gases, mas a flatulência excessiva pode ser embaraçosa e fazer você se sentir desconfortável perto de outras pessoas. No entanto, geralmente pode ser controlado com mudanças em sua dieta e estilo de vida.


A flatulência é um processo biológico normal e é algo que todos experimentam regularmente. Algumas pessoas passam gases apenas algumas vezes por dia, outras muito mais, mas a média é de cerca de 5 a 15 vezes por dia.

Porquê isso acontece


Quando você engole alimentos, água ou saliva, também engole pequenas quantidades de ar, que se acumulam no sistema digestivo. Os gases também podem se acumular quando você digere os alimentos. O corpo precisa de se livrar do acúmulo libertando gases (flatulência) ou arrotando (arrotos).


Às vezes, você pode não notar a passagem do gás porque a maioria dos gases são inodoros e costumam ser liberados em pequenas quantidades. A flatulência geralmente só tem um mau cheiro se contiver gases com cheiro, como enxofre. No entanto, é importante lembrar que é normal que o gás que você liberta às vezes cheire um pouco.


A flatulência excessiva pode ser causada pela ingestão de mais ar do que o normal ou pela ingestão de alimentos difíceis de digerir. Também pode estar relacionado a um problema de saúde subjacente que afeta o sistema digestivo, como indigestão recorrente ou síndrome do intestino irritável (SII).



Causas de flatulência


Existem várias causas naturais de flatulência. A flatulência também pode ser causada por alguns problemas de saúde relacionados ao sistema digestivo ou como efeito colateral de certos medicamentos.


1. Deglutição de ar (engolir ar)

É perfeitamente normal engolir ar enquanto respira e come. No entanto, é fácil engolir muito mais ar do que o normal sem perceber. Isso pode causar flatulência excessiva.


O excesso de ar pode ser engolido por:

  • Marcar pastilhas

  • Fumar

  • Chupar pontas das canetas ou rebuçados duros

  • Mastigar os alimentos rapidamente e de forma incompleta - engolir pedaços grandes de comida faz com que você engula mais ar

  • As bebidas quentes e gaseificadas também aumentam a quantidade de dióxido de carbono no estômago, embora seja mais provável que cause arrotos do que flatulência.


2. Comidas e bebidas


Alguns carboidratos dos alimentos não podem ser digeridos e absorvidos pelos intestinos. Eles passam para o cólon para serem decompostos por bactérias, produzindo gás, que é liberado como flatulência.


Os alimentos que contêm uma grande quantidade de carboidratos inabsorvíveis incluem:

  • feijões

  • brócolos

  • repolho

  • couve-flor

  • passas de uva

  • cebolas

  • ameixas

  • maçãs

  • couve de bruxelas

Alimentos que contêm muitas fibras de cereais não refinados, como farelo, às vezes também podem causar problemas de gases e inchaço da barriga.


Outros alimentos e bebidas que contêm um adoçante chamado sorbitol (como pastilhas sem açúcar ou produtos de emagrecimento) ou um tipo de açúcar chamado frutose (como sumo de fruta) também podem causar flatulência. Isso significa que mascar chiclete sem açúcar pode causar flatulência tanto pelo adoçante quanto por engolir ar.


Certos alimentos, como repolho ou cebola, podem levar à produção de gases contendo enxofre, o que pode resultar em gases com mau cheiro. No entanto, a produção de gases mal cheirosos pode variar de pessoa para pessoa, dependendo do que você come, então cabe a você decidir quais alimentos causam mais cheiro.


Condições de saúde


Certas condições de saúde podem causar sintomas de flatulência, incluindo:

  • indigestão

  • constipação

  • síndrome do intestino irritável (SII) - uma condição digestiva comum, que pode causar cólicas estomacais, distensão abdominal, diarréia e constipação

  • doença celíaca - uma intolerância a uma proteína chamada glúten, encontrada no trigo, centeio e cevada

  • intolerância à lactose - quando o corpo é incapaz de quebrar a lactose (um açúcar natural encontrado no leite e produtos lácteos) e não consegue absorvê-la para o sangue

  • gastroenterite - uma infecção de estômago e intestino

  • má absorção - onde os intestinos são incapazes de absorver os nutrientes adequadamente

  • giardíase - uma infecção do sistema digestivo causada por minúsculos parasitas



Medicamentos


A flatulência, frequentemente causada por indigestão, é um possível efeito colateral de muitos tipos de medicamentos, incluindo:

  • antiinflamatórios não esteróides (AINEs), como o ibuprofeno

  • alguns laxantes

  • medicamentos antifúngicos

  • estatinas

  • vareniclina (Champix) - usado para ajudar as pessoas a parar de fumar


Quando devo consultar o médico


Não há diretrizes médicas que definam a frequência ou o volume normal da flatulência. Você provavelmente é a melhor pessoa para avaliar seus próprios sintomas.


Consulte o seu médico se a sua flatulência for particularmente problemática - por exemplo, se você está passando gases mal cheirosos com frequência.


Você também deve consultar o seu médico se sentir sintomas adicionais, como:

  • dor abdominal persistente e inchaço

  • episódios recorrentes de diarreia ou constipação

  • perda de peso inexplicável

  • incontinência intestinal

  • sangue nas suas fezes (fezes)

  • sinais de infecção, como temperatura alta, vômitos, calafrios, dores nas articulações e musculares

Esses sintomas podem ser um indicador de um problema de saúde mais sério e podem exigir investigação, como um exame de sangue ou fezes para procurar uma infecção.



Como controlar o problema

A flatulência excessiva geralmente pode ser controlada por meio de mudanças na sua dieta e estilo de vida, como:

  • evitar alimentos conhecidos por causar flatulência

  • comer refeições menores e mais frequentes

  • comer e beber devagar

  • exercitar regularmente

Existem também alguns medicamentos de venda livre que podem ajudar se a sua flatulência for problemática, como comprimidos de carvão ou simeticone.


Se a sua flatulência estiver relacionada a um problema de saúde latente, o tratamento da condição pode ajudar a resolvê-la.



Tratamento de flatulência


A flatulência excessiva geralmente pode ser tratada fazendo alterações em sua dieta e estilo de vida.


Vários tratamentos de venda livre também estão disponíveis se sua flatulência estiver se tornando um problema.


Conselhos de autocuidado


Dieta

Você deve tentar evitar comer alimentos ricos em carboidratos não absorvíveis. Para obter uma lista desses alimentos, consulte as causas da flatulência. Certos alimentos processados ​​também devem ser evitados, pois podem conter ingredientes que causam flatulência, incluindo:

  • quaisquer alimentos com adoçantes artificiais

  • doces sem açúcar ou goma de mascar

  • refrigerantes


No entanto, ainda é importante ter uma dieta saudável e equilibrada, incluindo pelo menos 5 porções de frutas e vegetais por dia. Escolha alimentos que contenham carboidratos de fácil digestão. Esses incluem:

  • batatas

  • arroz

  • alface

  • bananas

  • uvas

  • frutas cítricas, como laranjas

  • iogurte

É importante observar que as pessoas reagem de maneira diferente a certos alimentos, portanto, alguns alimentos listados acima ainda podem causar flatulência. Pode ser útil manter um diário alimentar para ver se certos alimentos melhoram ou pioram os sintomas.


Você também pode achar útil comer 6 pequenas refeições por dia em vez de 3 grandes. Refeições menores são mais fáceis de digerir e podem produzir menos gases.


Existem algumas evidências que sugerem que beber chá de hortelã-pimenta pode ajudar a melhorar os sintomas de flatulência. Também há evidências de que pequenas quantidades de gengibre podem ajudar na digestão ou dores de estômago, o que pode estar causando flatulência. No entanto, as mulheres grávidas devem consultar seu médico antes de tomar gengibre.


Degluitição de ar

Ao comer, certifique-se de mastigar os alimentos lentamente para reduzir a quantidade de ar que engole. Isso também ajudará na digestão. Evite mascar chicletes, pois também pode fazer com que você engula mais ar do que o normal.


Você também deve parar de fumar, se você fuma. Fumar pode fazer com que você engula mais ar do que o normal, e a fumaça do tabaco pode irritar seu sistema digestivo.


Exercício

Praticar muitos exercícios pode ajudar a melhorar o funcionamento do sistema digestivo e do intestino. Também foi demonstrado que ajuda com o inchaço e a passagem de gases.


Remédios e outros remédios

Existem vários remédios de venda livre que podem ajudar a tratar os sintomas de flatulência, alguns dos quais são descritos a seguir.


Comprimidos de carvão

Os comprimidos de carvão são um tipo de medicamento disponível sem receita nos farmacêuticos. O carvão absorve gases no sistema digestivo, o que ajuda a reduzir os sintomas.


Os comprimidos de carvão podem não ser adequados para si se estiver a tomar outro medicamento. Isso ocorre porque o carvão pode absorver o medicamento e torná-lo menos eficaz. Se estiver a tomar outro medicamento, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar comprimidos de carvão.


Roupas contendo carvão ativado, ou almofadas de carvão colocadas dentro das roupas, podem ajudar a absorver o gás fmal cheiroso liberado durante a flatulência. Esses produtos podem ser adquiridos online.


Simeticone é outro medicamento sem receita que às vezes também pode ajudar com problemas de gases.


Suplementos dietéticos

A alfa-galactosidase é um suplemento dietético que pode ajudar a melhorar a digestão dos carboidratos e reduzir os sintomas de flatulência. É encontrado em um produto chamado Beano, que demonstrou ter algum efeito na redução da flatulência e está disponível em alguns farmacêuticos e lojas de alimentos naturais.


Os probióticos também podem ser úteis no tratamento da flatulência. Os probióticos são um suplemento alimentar, geralmente vendido na forma líquida ou em cápsulas, que estimula o crescimento de "bactérias amigáveis" no sistema digestivo.


As "bactérias amigáveis" devem ajudar a digestão e reduzir os sintomas de flatulência, particularmente em pessoas com síndrome do intestino irritável (SII). Iogurtes probióticos também podem ajudar, mas evite aqueles com adoçantes artificiais ou fibras adicionadas.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo