Blog

Doença hemorroidária – o que é? O que causa?

Hemorróides, também denominadas hemorróidas, são estruturas vasculares no canal anal. No seu estado normal, são almofadas que ajudam no controle das fezes. Eles tornam-se numa doença quando estão inchados ou inflamados; o termo não qualificado "hemorróida" é frequentemente usado para se referir à doença.

O que é hemorróide/doença hemorroidária?

Portanto, hemorróide consiste na dilatação de vasos sanguíneos presentes no ânus. Quando isso acontece, pode haver desconforto, devido ao aumento de volume na região, coceira, dor e sangramentos.

É uma doença recorrente, e cerca de 50% da população tem ou terá á doença hemorroidária.  

Pode ser classificada em "internas” quando estão dentro do canal anal e recobertas por mucosa, “externas” quando estão junto do bordo anal e recobertas por pele, e "mistas" quando coexitem internas e externas.

Por que desenvolvemos a doença?

Qualquer fator que aumente a pressão nos mamilos hemorroidários pode causar dilatação e o aparecimento dos sintomas. A título de exemplo existem alguns como: fazer muito esforço para evacuar, ficar longos períodos sentado no vaso sanitário, uso crónico de laxativos, a constipação intestinal, a gravidez, rotinas profissionais ou desportivas, como ficar muito tempo sentado, fazer muito esforço físico, levantamento de grandes pesos. A hereditariedade (herança genética) também é reconhecida como um fator importante.

A população em geral pode desenvolver a doença, mas é mais frequente em pacientes entre os 30 e 60 anos.

Quais são os sintomas e como se faz o diagnóstico?

Os sintomas mais comuns são o prolapso (quando o mamilo sai para fora do bordo anal) e o sangramento, mas, com o tempo, como a doença tende a progredir, outros vão surgindo. Dermatite perianal, dores em ardência, latejante, em pressão; sensação de pressão retal, sensação de plenitude retal, secreção fecal, muco e sangue nas roupas, dificuldade evacuatória, sensação de evacuação incompleta.

O diagnóstico é feito a partir da sintomatologia e do exame proctológico com anuscopia que é o exame que avalia o canal anal.

Opções de tratamento existentes?

O tratamento pode ser cirúrgico ou não cirúrgico.

Não cirúrgico - a doença hemorroidária nos estadios iniciais normalmente são tratados por intermédio da mudança dos hábitos alimentares, aumentando ingestão de água e de fibras. São boas fontes de fibras os cereais, os alimentos integrais, as frutas e os vegetais. Diminuir o esforço para evacuar é fundamental para não agravar o problema. 

Cirúrgico – em doença hemorroidária mais grave, nos casos em que as medidas clínicas não resultam em um bom controle dos sintomas. A abordagem cirúrgica pode ser em regime ambulatório ou não.

Depois da operação o problema pode voltar? 

Pode sim. O tratamento cirúrgico é realizado no mamilo hemorroidário doente. Caso o paciente não melhore seus hábitos de vida e reduza os fatores causadores, outros mamilos hemorroidários podem começar a apresentar sintomas.

Lembre-se: Sangramento pelo ânus NÃO É IGUAL a diagnóstico de hemorróides. Muitas outras doenças podem sangrar. Por isso, CONSULTE o seu médico.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo