Blog

Coito interrompido NÃO impede gravidez

Vou ejacular fora amor. Você já caiu nessa nem mesmo? Atenção meninas, pode ser que ele não consiga, ok?


Eu, não recomendo esse método, embora ainda seja muito usado ele não é seguro na prevenção da gravidez.

Além disso, também não protege contra as infecções sexualmente transmissíveis (IST's), como sífilis, gonorreia e clamídia, por exemplo.

O coito interrompido tem 78% de eficácia, ou seja, cerca de 2 em cada 10 mulheres que praticam este método, podem engravidar.

Mesmo que o pênis seja retirado da vagina, há sim possibilidade de gravidez, o que se pode dever a dois motivos:

- O homem pode ter dificuldade de controlar o momento da ejaculação e ela acaba acontecendo quando o pênis ainda estiver dentro da vagina;

- Mesmo antes da ejaculação, o homem ainda pode ter uma pequena quantidade de espermatozoides na uretra, de uma ejaculação recente anterior, que podem chegar até o óvulo e fecundá-lo, dando início à uma gravidez não planejada.

Tem dúvidas sobre métodos contraceptivos? Agende uma consulta comigo e sem tabus falemos de todos os aspectos inerentes à sexualidade e contracepção.

#draemíliaselemane, #draemiliamatola, #saudedamulher, #saudefeminina, #gravidez, #contraceptivos, #coitointerrompido, #maternidade, #ginecologista, #onsteraemmaputo, #draemília, #sexualidade, #sexo, #progine.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo