Blog

Álcool na gravidez - Consulta prenatal

Atualizado: 4 de dez. de 2020

O início de uma gestação é carregado de mudança da maior parte dos hábitos, mas ainda existe um desconforto ao conversar sobre álcool na gravidez.

Todo este alarme gira ao redor de uma doença cada vez mais comum, chamada SÍNDROME ALCOÓLICA FETAL (SAF) ou Síndrome de alcoolismo fetal. Isso mesmo, você leu direito, para você ter uma ideia do tamanho do problema, existe uma síndrome (conjunto de sinais) específica em bebês que nascem de mães que consumiram álcool na gravidez e infelizmente não existe quantidade mínima de álcool para que o bebê desenvolva tal situação. Repito, não existe quantidade mínima, por tanto nem um gole sequer deve ser ingerido. A doença é caracterizada por malformações de face (lábio superior fino, filtro nasal liso, microcefalia ou cabeça pequenina), atraso/restrição de crescimento dentro do útero ou insuficiência de crescimento na infância e alterações de desenvolvimento neurológico (múltiplas: desde retardo mental a transtornos psiquiátricos). A doença pode vir completa, com todas as alterações acima descritas, com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor da criança – naqueles casos extremos em que a gestante tinha o hábito de ingestão alcoólica desde o início da gestação – ou pode vir apenas com achados neurológicos menos intensos (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, por exemplo) em casos de consumo ocasional.


É mais comum do que imaginamos: alguns estudos mostram que até 3% de casos na população (isto é muito, estamos a falar de 3 a cada 100 nascimentos).


E o maior problema: não tem cura – apenas controles de sintomas das suas sequelas por profissionais experientes na área, pensa nisso.


Por isso o melhor mesmo é a PREVENÇÃO, não beba se estiver grávida. Você não gostaria de ter um pequenote nascendo e tendo que viver como se estivesse bêbado a vida toda, por isso seja responsável.


Caso você tenha alguma dúvida a respeito, não hesite, conversa com o seu obstetra e esclareça.


#ginecologista, #obstetra, #ginecoobstetra, #prenatal, #gravidezeálcool, #alcoolnagravidez, #ginecoobstetra, #progine.

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo